giovedì 7 febbraio 2008

Leonardo em Lisboa


São 20 máquinas de madeira em tamanho real, fabricadas por artesãos italianos que respeitaram as indicações deixadas por Leonardo Da Vinci (1452-1519) há vários séculos, podendo todas elas ser accionadas para demonstração.

Algumas das obras marcaram passos gigantescos nas áreas da engenharia e ciência. Na exposição que pode ser visitada até 25 de Maio, no Forte do Bom Sucesso, em Belém, das 10.00 às 19.00, vêem-se ascensores de manivela, hélices, tanques blindados, automóveis, asas voadoras e barcos de pás. São apenas algumas das invenções do génio renascentista que já passaram por outros países europeus e que ajudarão a redescobrir este importante artista italiano.

"A exposição é um estímulo à compreensão para a cultura, integrando-a num ambiente divertido, onde a aprendizagem se faz sem esforço e se ajuda o público a encontrar espaços que fomentem a sua auto- -realização e o conhecimento das realidades que fizeram e fazem história" diz, sobre a mostra, Paco Molina, da empresa Cultura Entretenida, que a trouxe a Portugal.

As "Asas Voadoras", uma das máquinas de Da Vinci, utiliza manivelas, sistemas de roldanas, cordas e rodas dentadas, com a finalidade de reproduzir fielmente as asas dos morcegos e as suas articulações.

Outra das "máquinas" incríveis é uma bicicleta concebida na Renascença. Foi tão surpreendente que ainda se pôs a hipótese de ser uma cópia, mas "a projecção do sistema de transmissão - a corrente dentada -, idealizada por Da Vinci, que foi encontrada no Códice de Madrid, afastou essa ideia. Paralelamente à exposição, irão decorrer colóquios e actividades relacionadas com a obra de Da Vinci.


1 commento:

OF ha detto...

Boa tarde,

Tenho um blog sobre ligações de Portugal com outros países:

www.portugal-mundo.blogspot.com

Encontrei o v/ blog ao procurar por "Dulce Pontes"+"Enio Morricone".

Venho, por este dar os parabéns pelo vosso blog e solicitar autorização para eventualmente utilizar alguma informação que possa estar no blog (fazendo sempre a referência da fonte)

Melhores Cumprimentos,

Óscar Fernandes