venerdì 12 novembre 2010

Domingo há castanhas em Santo António dos Portugueses


Depois da missa dominical, às 17h00, presidida por Sua Eminência o Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa, Dom José da Cruz Policarpo, reunem-se no pátio de Santo António dos Portgueses lusitanos e lusófilos para o tradicional "Magusto".



O Magusto é uma festa popular, cujas formas de celebração divergem um pouco consoante as tradições regionais. Grupos de amigos e famílias juntam-se à volta de uma fogueira onde se assam castanhas ou bolotas para comer, bebe-se a jeropiga, água-pé ou vinho novo, fazem-se brincadeiras, as pessoas enfarruscam-se com as cinzas, cantam-se cantigas. O magusto realiza-se em datas festivas: no dia de São Simão, no dia de Todos-os-Santos ou no dia São Martinho. Inúmeras celebrações ocorrem não só por Portugal inteiro mas também na Galiza (onde se chama magosto, em galego) e nas Astúrias.
(...)
A celebração do magusto está associada a uma
lenda, a qual dizia que um soldado romano, mais tarde conhecido por Martinho de Tours, ao passar a cavalo por um mendigo quase nu, como não tinha nada para lhe dar, cortou a sua capa ao meio com a sua espada; estava um dia chuvoso e diz-se que, neste preciso momento, parou de chover, derivando daí a expressão: "Verão de São Martinho".



IN

http://pt.wikipedia.org/wiki/Magusto


1 commento:

Vilma ha detto...

Agradeço o IPSAR e a Igreja de Santo António por ter podido festejar o Magusto juntos com a comunidade portuguesa e com colegas e amigos.
Vilma