giovedì 5 maggio 2016

ROBERTA ZEZZA, sobre o provérbio português “O hábito não faz o monge”




Agradecemos à nossa aluna ROBERTA  ZEZZA o texto e a imagem que ela mesmo criou graficamente para o ilustrar – e que quis partilhar com os nossos leitores.


Há o mesmo provérbio em italiano (L’abito non fa il monaco), em espanhol (El hábito no hace al monje) e em alemão (die Kutte macht noch keinen Mönch). Em inglês soa diferente, Don’t judge a book by its cover, e talvez haja em outras línguas, mas estas são as línguas que eu conheço.

Gosto imenso dos provérbios. Acho que eles dizem muito sobre um povo, sua história e jeito de ser. Neste caso não se pode não pensar na importância que os monges tinham na idade média na Europa. Eles viajavam muito e eram pessoas importantes e respeitadas. Talvez por isso todos quisessem ser monges.

Hoje em dia o provérbio não tem nada a ver com os monges, é claro, mas nós somos os antigos monges. É verdade que se pode julgar uma pessoa pelo seu hábito ou aparência? Acho que em algumas ocasiões sim. Por exemplo, existem situacões que requerem um certo tipo de roupas. Se uma pessoa chega a uma entrevista de emprego em calças de ganga rasgadas e com o cabelo tingido de vermelho ou roxo e anfíbios, o empregador vai a pensar que esta pessoa é um punk ansioso de voltar à década de 80. Não acho que venham trabalhar juntos, mesmo que o nosso punk seja um engenheiro ou um economista graduado com honras. 

Em outros casos, não se deveria fazer como o empregador de que falei. Há pessoas, cuja profissão é de grande importância, que usam roupas casuais e outras que se vestem de uma forma muito formal e por isso parecem ter muitos mais anos. O mesmo na vida diária. Quantas vezes nós estávamos errados em julgar uma pessoa apenas pela aparência? Vivemos num mundo cheio de restrições em que às vezes é cansativo mantermos a nossa originalidade.

ROBERTA ZEZZA

1 commento:

mtt cnl ha detto...

gostei imenso deste texto: brava Roberta! muito muito obrigado

http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/sim-habito-faz-monge-mostra-pequisa-4488046