mercoledì 16 marzo 2016

Roberta Zezza - lição sobre o Ioga

A nossa aluna ROBERTA ZEZZA fez ontem, para os colegas do curso de portugues, 3º nível, uma interessante lição sobre o Ioga, de que se publica aqui um resumo. Obrigado e parabéns, Roberta!




Faço ioga há vários anos, desde que voltei para Roma depois de dois anos em Madrid e de seis mês em Milão. Nunca gostei dos ginásios e naquela época precisava fazer uma coisa sobretudo relaxante. Depois reparei que o ioga pode ser muito difícil e também duro. Mas relaxante sem dúvida.

Há vários tipos de ioga, que aprendi conhecer durante os anos. Eu faço hatha ioga com o método Shivananda. Há as mesmas sequencias dos exercícios em cada aula, que dura uma hora e meia. Começa com exercícios de respiração abdominal e de narinas alternadas. Depois começam as doze posturas clássicas o asanas, desde a saudação do sol (surya namaskar) até as posturas de equilíbrio e a relaxação final. Não obstante, convém destacar que há muitas variações de saudação do sol e que as posturas mudam conforme o tipo de ioga. Não conheço todos mas tenho experimentado alguns, por exemplo ashtanga, vinyasa, power e hot yoga. Hatha e ashtanga são os mais antigos, mas o segundo é dinâmico e muito mais difícil.

Para muitas pessoas o ioga é também alimentação saudável, que significa não comer carne e outras coisas e não beber bebidas alcoólicas. Confesso que eu gosto de comer tudo, carne também de vez em quando, e de beber vinho, sobretudo com amigos.

Resumindo, gosto de muitos aspetos do ioga e acho que, com a vida frenética que fazemos numa cidade grande como Roma, o ioga colabora com a nossa relaxação e bem-estar interior e exterior. Mas pode ter aspetos negativos também, como por exemplo uma radicalização dos pensamentos e das condutas. In medio stat virtus, dizia Aristóteles.  

 ROBERTA ZEZZA

3 commenti:

epizefiria ha detto...

Gostei imenso desse texto! Sobretudo a frase final de Aristóteles. O Yoga leva realmente ao equilíbrio! Brava Roberta!

Multikulti ha detto...
Questo commento è stato eliminato dall'autore.
mtt ha detto...

E viva Roberta, eu também gostei da lição sobre o ioga e aprendi algumas coisas muito interessantes e surpreendentes sobre as "asanas" e o controlo físico e mental. Namastè sawasdee krap, Roberta!